Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘devaneios tolos’ Category

sou feita de silêncios. não é todo mundo que consegue compreendê-los. sou feita pra quem sabe ver. pra quem sabe sentir. pra quem consegue me decifrar. não é qualquer um que me entende. escrevo minha história a lápis. apago, corrijo, pulo linhas e parágrafos. arranjo e desarranjo. uso cores. transformo o vazio em palavras. encho o coração de lantejoulas e bolhas de sabão. tento calar as dores. se a previsão for de chuva, tento fazer um carnaval. mas às vezes paro os batuques apenas para ouvir melhor o bater do coração.

Read Full Post »

Como escrevo minha história? Leminski dizia que não discutia com o destino, acho que eu também não.

Viver não cabe em linhas retas, em parágrafos perfeitos, em boa ortografia e sem erros gramaticais. Viver é letra torta, é pular linhas, é deixar em branco, é ultrapassar caracteres. E é, acima de tudo, escrever com o coração, é possível (e é preciso) acariciar os outros com palavras. Quantas páginas me restam? Nunca saberei, mas sei que vou querer mais. Eu quero sempre mais. Tenho asas. Preciso voar! Quero poder viver minha felicidade-nada-clandestina.

Só desejo que nossa história seja doce,mas não sempre, porque o doce só é doce quando provamos o amargo. Desejo que tenhamos um abraço pra morar, um cais para aportar e inspiração para que nossa história nunca se torne um papel amassado no cesto de lixo.

Read Full Post »

lafrida18

Sou livre para o silêncio das formas e das cores.

Manoel de Barros.

Read Full Post »

IMG_20160726_141751.jpg

sou caleidoscópica: fascinam-me as minhas mutações faiscantes que aqui caleidoscopicamente registro.

.Clarice Lispector

Read Full Post »

lafrida7

Zézim, remexa na memória, na infância, nos sonhos, nas tesões, nos fracassos, nas mágoas, nos delírios mais alucinados, nas esperanças mais descabidas, na fantasia mais desgalopada, nas vontades mais homicidas, no mais aparentemente inconfessável, nas culpas mais terríveis, nos lirismos mais idiotas, na confusão mais generalizada, no fundo do poço sem fundo do inconsciente: é lá que está o seu texto. Sobretudo, não se angustie procurando-o: ele vem até você, quando você e ele estiverem prontos. Cada um tem seus processos, você precisa entender os seus. De repente, isso que parece ser uma dificuldade enorme pode estar sendo simplesmente o processo de gestação do sub ou do in-consciente.

.Caio Fernando Abreu

Caio parece falar sobre o meu árduo trabalho de escrever a danada da dissertação.

Read Full Post »

lafrida21

Estou também no Instagram.

Acompanhem as minhas bonitezas por lá.

Read Full Post »

Sábado, 12 de julho de 2014. 39º dia de viagem.

Começamos o dia indo até a Catedral de Cristo Salvador, em russo Хра́м Христа́ Спаси́теля, localizada bem próxima ao nosso hostel e também pertinho do Kremlin e da Praça Vermelha. Esta catedral disputa o posto de principal igreja ortodoxa de Moscou com a Igreja de São Basílio – aquela famosa igreja coloridinha que todo mundo conhece.

DSC07783

800px-Moscow_-_Cathedral_of_Christ_the_Saviour11

DSC07786

Nem todo mundo sabe, mas esta catedral foi construída após a vitória do exército russo sobre as forças napoleônicas a mando do imperador russo Alexandre I, em honra de seus soldados mortos.

ao redor da igreja há uma praça, belíssima, por sinal.

DSC07796

DSC07788

DSC07803
DSC07820

o relógio marcava meio-dia quando chegamos a Praça Vermelha, em russo: Красная площадь, onde está localizada a famosa Catedral de São Basílio. é interessante saber que o nome da praça é vermelha não somente por sua cor, mas porque a palavra russa que lhe nomeia pode também significar “bonito”. e beleza ela tem de sobra! em frente a praça está localizado o Kremlin, uma verdadeira fortaleza que abriga o governo russo.

DSC07985

DSC07988

DSC08008

DSC08002

DSC07894

DSC07935

DSC07873.1

DSC07968

DSC07851

DSC07853

DSC07859

nesse dia parecia haver uma cerimônia para a posse de novos oficiais militares. muitos rapazes e moças passavam por nós vestidos com trajes de gala e acompanhados de seus pais e parentes que lhe entregavam flores, batiam milhares de fotos e jogavam moedas para trás – talvez como sinal de boa sorte.

DSC07863

na Praça Vermelha está localizado o mausoléu do Lênin, um dos maiores ícones da Revolução Russa.

DSC08003

esta última foto é só a título de ilustração. este é apenas um dos canteiros de flores espalhados pelas ruas de Moscou. como a foto mostra, elas são sempre bastante coloridas. é de encher os olhos!

Read Full Post »

Sexta-feira, 11 de julho de 2014. 38º dia de viagem.

Chegamos a Rússia por volta das 14h. estava um dia bem bonito, nem quente nem frio. super agradável. a primeira impressão foi de estranheza, afinal não é todo dia que seu alfabeto some e tudo se transforma em cirílico, até seu nome, que passa a ser ЖУЛиAHE. mesmo assim, todo o medo que eu tinha da Rússia se desfez num minuto! a recepção no aeroporto foi ótima, logo conseguimos nos localizar, ninguém tentou nos atropelar na chegada e nem um urso sequer apareceu… haha alguns esteriótipos foram quebrados, outros foram ratificados.

DSC07760

nosso hostel, Oh So Indie, ficava a poucos quarteirões da Praça Vermelha, mas nosso cansaço de uma noite dormida no aeroporto não permitiu chegar até lá no primeiro dia. conhecemos, então, apenas os arredores do hostel, onde encontramos várias lojinhas de souvenir, vários artistas de rua e muita coisa bonita.

DSC07759

DSC07764

DSC07766

DSC07771

Read Full Post »

Quinta-feira, 10 de julho de 2014. 37º dia de viagem.

DSC07670

Nosso último dia em Amsterdã. Agora partiríamos para a parte mais “temida” da viagem: a Rússia.

E assim foi: passamos o dia passeando pelo centro de Amsterdã. o último dia é sempre nostálgico e serve para buscar souvenir. a noite pegamos um avião rumo a Londres, onde passamos a noite a espera do voo para Moscou.

Read Full Post »

Quarta-feira, 09 de julho de 2014. 36º dia de viagem.

o dia amanheceu bem frio, mas sem chuva. aproveitamos para ir até a praça dos museus, localizada entre os museus Van Gogh e Rijks, onde está localizado o famoso monumento “iamsterdam”.

DSC07678

“art is therapy”

DSC07682

DSC07683

DSC07698

DSC07699

DSC07700

DSC07701

DSC07702

DSC07703

DSC07709

DSC07711

DSC07722

DSC07725

DSC07726

ficamos lá durante um bom tempo. o local é bem agradável.

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: