Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘verde, anil, amarelo, cor-de-rosa e carvão’ Category

tumblr_n4hxd5jdfl1sufurvo1_1280

Anúncios

Read Full Post »

lafrida18

Sou livre para o silêncio das formas e das cores.

Manoel de Barros.

Read Full Post »

lafrida7

Zézim, remexa na memória, na infância, nos sonhos, nas tesões, nos fracassos, nas mágoas, nos delírios mais alucinados, nas esperanças mais descabidas, na fantasia mais desgalopada, nas vontades mais homicidas, no mais aparentemente inconfessável, nas culpas mais terríveis, nos lirismos mais idiotas, na confusão mais generalizada, no fundo do poço sem fundo do inconsciente: é lá que está o seu texto. Sobretudo, não se angustie procurando-o: ele vem até você, quando você e ele estiverem prontos. Cada um tem seus processos, você precisa entender os seus. De repente, isso que parece ser uma dificuldade enorme pode estar sendo simplesmente o processo de gestação do sub ou do in-consciente.

.Caio Fernando Abreu

Caio parece falar sobre o meu árduo trabalho de escrever a danada da dissertação.

Read Full Post »

A Rolling Stone alerta que essa história contém doses de tristeza e pode gerar lágrimas. Eu digo que essa história contém doses altíssimas de amor. A lágrimas? Ah! Essas são inevitáveis.

Fred Stoubaugh, um senhor de 96 anos residente de Illinois, nos Estados Unidos, ficou cabisbaixo depois que Lorraine, 91, morreu e colocou fim a um casamento de 73 anos. Mesmo não sendo músico, Stoubaugh escreveu uma letra para homenagear a esposa e entrou para a lista de dez músicas mais vendidas da iTunes Store norte-americana. Ouça abaixo.

A música foi feita inicialmente para um concurso promovido pelo estúdio Green Shoes, que recebeu de diversos concorrentes links com músicas. Mas de Stoubaugh, chegou a eles uma carta com a história de amor e a letra da música. “Doce Lorraine, gostaria que pudéssemos viver todos os bons momentos de novo”, diz a letra.

Read Full Post »

Amar o perdido
deixa confundido
este coração.

Nada pode o olvido
contra o sem sentido
apelo do Não.

As coisas tangíveis
tornam-se insensíveis
à palma da mão

Mas as coisas findas
muito mais que lindas,
essas ficarão.

(“Memória” – declamado por Carlos Drummond de Andrade, seu autor)

Read Full Post »

1238872_532171090183486_55774324_n

E lá se foram cinco anos.

Acho que. não por acaso fiquei com o G e o I. Essas letras significam mais do que muitas do alfabeto. Elas são minha mãe e meu pai. Gerlane e Ivanildo. Eu sou eles. Minha conquista é conquista deles. Meu amor é deles.

Read Full Post »

Urca, Rio de Janeiro

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: